30 mai 2008

Café com música

Quem foi que disse que não se pode ser feliz no trabalho?

video

Imaginação



Foi Einstein quem disse : A Física leva você de A para B. Mas sua imaginação leva você ao Infinito...






A visually stunning television commercial called 'Underwater World' for Ariston's Aqualtis washing machine. Created by agency Leo Burnett Italia and awarded in Cannes, 2006.



‘Ask The Mountains’
Don’t come after
Don’t come after
Don’t come after
Come
Come
Come
Come
Don’t come after
Don’t come after

Please don’t follow me along
When you read this I’ll be gone
Ask the mountains
Springs and fountains
Why couldn’t this go on?
Couldn’t our happiness go on?

Ask the sun that lightens up the sky
When the night gives in, to tell you why
Ask the mountains
Wild woods, highlands
Ask the green in the woods and the trees
The cold breeze coming in from the sea
Springs and fountains
Ask the mountains
Springs and fountains

Ask the mountains
Springs and fountains
Ask the mountains
Springs and fountains
Ask the mountains
Ask the sun that lightens up the sky
When the night gives in, to tell you why

Tell the mountains
Springs and fountains
Why couldn’t this go on?
Couldn’t our happiness go on?
Why couldn’t this go on?
Couldn’t our happiness go on?
Sexta-feira. O relógio não anda...

A impressão é de que há um homenzinho maldoso pendurado no ponteiro, impedindo que ele ande...


27 mai 2008

London, London...

video

Os ingleses sempre foram fascinantes para mim. Diferentes, arrogantes, porém muito enigmáticos. Na verdade, são uns grandes gozadores. Lembro de algumas passagens nossas em Londres, em viagens com minha irmã, que são hilárias. Como a imagem do londrino de terno preto, gravata, colete, chapéu coco, guarda-chuva debaixo do braço, mas de bibicleta....

Este filme resume bastante bem o espírito londrino. Se eles mantiverem esta aura durante as Olimpíadas, se nada acontecer - sai fora, rapaz!! - vai ser um grande barato!

05 mai 2008

Good People Day 2008

Quando alguém trabalha.... e se não trabalha....

Quando alguém trabalha, todas as responsabilidades da vida cotidiana e coletiva lhe são poupadas. Todo mundo o respeita. Você não é obrigado a dar amizade, amor dinheiro ao Estado, a ir ao cabeleireiro, a comprar sapatos. O trabalho, que álibi!

Mas quando acaba, tudo cai sobre a sua cabeça. Por isso, creio, a gente sente logo vontade de reencontrar aquele estado de irresponsabilidade do criador que nos coloca frente a frente com nossos fantasmas.

Federico Felliniin: “Um duelo de inteligência e sensibilidade em Lausanne” – Maigret e Casanova
Jornal do Brasil – sábado – 26/fev./1977 – Caderno B – p. 4